Início > Jogos > Os Mais Gays

Os Mais Gays

Mario Bros

Contra

Duke Nukem

BurgerTime

Mortal Kombat

Kirby

Revista lista os games mais gays da história

De Super Mario a Pokémon, OUT não poupou ninguém


23/12/2009
Carina Toledo

Atenção: Nossa gloriosa estagiária Carina Toledo
empregou todo seu conhecimento das artes do linguajar homoafetado na tradução/adaptação
livre desta seleção da OUT.
Continue lendo por sua conta e risco! Atenciosamente, Seu Editor de Games.

Nesta época tão festiva, a revista gay norte-americana
OUT

fez uma listinha dos games mais gays de todos os tempos – afinal, o que é
mais festivo do que simplesmente ser gay? E o que combina mais com o Natal do
que a nostalgia dos games clássicos à sombra de seu pinheirinho?
Então se joga e vem comeego ler as opiniões deles!

Super Mario Bros.

Depois de falarem TANTO dos tais cogumelos alucinógenos e coisa
e tal, chegou a hora de encarar a dureza da realidade: Gente, tem coisa mais
gay que alguém que passa a vida limpando canos?

Super Contra

A testosterona pinga desse game mais que óleo corporal em set
de filme pornô: dois caras barbies sem camisa, armados e lutando contra
o terrorismo. Quer mais? Pois saiba que tem até um ladinho romântico:
um não pode completar a missão sem o outro!

Duke Nukem

Tanto músculo e frases de efeito só podem querer dizer
uma coisa: ENRUSTIDA! Aposto que toda essa pose de machão esconde uma
beecha bem passivona!

BurgerTime

A revista Out disse que esse game de arcade de 1982 era tipo
uma metáfora para a sexualidade homem-com-homem que nunca saiu do armário.
Mas eu só acho que a piadas funcionam melhor em inglês, então
"slap some meat between those buns"!

Sonic

O inimigo do Sonic, Dr. Robotnik, é quem trazia o elemento gay-kitsch-glamour
para o jogo: sua busca por jóias, jóias e mais jóias,
querendo transformar tudo em anéis de ouro faz dele uma bicha rykah!
Tipo o Liberace dos videogames!

Pokémon

Simplesmente não consigo lidar com essa indefinição
do Pikachu e sua eletricidade no rabo. Cansei.

Mortal Kombat

Alguém mais acha que, além das batalhas sangrentas, esse
jogo é tipo um marco para os travestis? É só olhar algumas
das lutadoras…

Kirby

Ele é rosa e seu poder especial é a sucção.
Oi?

Street Fighter

De todos, o mais gay. Zangief fazia o tipo ursão, Ken é
a beecha Barbie da academia, M. Bison usa uniforme e curte um couro, Blanka
é uma trava louca e a Chun-Li é a rasha que dá porrada.
Só clássicos da buátchy.

Categorias:Jogos
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: