Início > Jogos > GolpeVille

GolpeVille

03/03/2010

17h02

Empresa de "FarmVille" admite retenção de doação ao Haiti, mas nega golpe

Publicidade

MAURÍCIO KANNO
colaboração para a Folha Online
RICARDO FELTRIN
Secretário de Redação da Folha Online

A empresa norte-americana Zynga, responsável pelo game "FarmVille",
enviou hoje e-mail em resposta às reportagens publicadas ontem (2) na Folha, de que a empresa reteve parte das doações ao Haiti, o que fez de duas diferentes formas. Veja íntegra do comunicado da empresa.

Na mensagem, assinada pela porta-voz da Zynga, Shernaz Daver, a empresa confirma que reteve 50% das doações feitas ao Haiti no ano passado.

Reprodução
Mensagem do "Farmville" convida internauta para comprar milho branco e ajudar Haiti

Apesar de negar "golpe", a empresa não conseguiu negar que induziu os
internautas a pensar que doavam dinheiro para as vítimas do terremoto
neste ano, quando na verdade estavam apenas adquirindo a moeda usada no
jogo (veja imagem).

A carta da Zynga comprova ainda que o dinheiro virtual (FV$)
comprado com dinheiro real pelos jogadores, na campanha pós-terremoto,
só beneficiaria aos haitianos se ela fosse integralmente investida em
milho branco.

No entanto, como a campanha tinha duração limitada, era impossível
às pessoas que doaram mais de US$ 10, por exemplo, conseguir direcionar
toda a moeda adquirida para os haitianos, conforme publicado .

A Zynga também confirma (como já o fizera anteontem por e-mail) assim
que somente 50% dos recursos obtidos pelas campanhas de 2009 pelo Haiti
foram revertidos de fato para o país. Deste modo, no ano passado foram
obtidos US$ 2,4 milhões em doações, mas US$ 1,2 milhão ficou com a
empresa, o que ela considera "procedimento comum".

Para entender o caso

Reprodução
Agradecimento por "doação" após pagar; ela só seria parcialmente e de fato feita depois

O game Farmville tem quase 80 milhões de usuários no mundo –por
volta de 20% do total de usuários da rede de relacionamentos Facebook.

No Brasil, o aplicativo é o mais popular entre usuários dessa rede
social: 1,125 milhão de pessoas estiveram no jogo em janeiro (por volta
de 15% dos usuários brasileiros do site), de acordo com dados do Ibope.

Em janeiro último, dias após o terremoto do Haiti, surgiu um ícone
em FarmVille que, ao ser clicado, convidava os jogadores a doar US$ 10,
US$ 20, US$ 30 ou US$ 40 para as vítimas. A janela ainda perguntava:
"Quanto você quer doar?". E então surgiam opções para se gastar US$ 10,
US$ 20, US$ 30 ou US$ 40. Após efetuar o pagamento com cartão de
crédito, o jogador descobria que não estava contribuindo diretamente
com o Haiti, e sim comprando o dinheiro virtual do jogo.

O dinheiro comprado não tinha vínculo algum com o Haiti de fato. Se
quisesse contribuir com as vítimas, aí sim o internauta teria de
iniciar plantações e colheitas de milho branco virtual (a popular
canjica), e somente o que fosse plantado e colhido é que seria enviado
ao Haiti.

A Zynga afirma que doou "100% do plantado em milho branco nos
primeiros cinco dias da campanha. A empresa não informou quanto
arrecadou nos 11 dias seguintes, e o que ocorreu como esse dinheiro.
Quem comprou US$ 40 em FV$, por exemplo, jamais conseguiria gastar o
total, porque a campanha tinha duração preestabelecida, e não haveria
tempo para contribuir com os FV$ 240 adquiridos.

A sobra de FV$, após dez dias de colheita, só poderia ser usada
novamente no jogo –comprando bens, animais e ou decorações virtuais
para as fazendinhas. A porta-voz da empresa nega esta informação, mas a
Folha Online a confirmou, efetuando a doação (compra) máxima.

Anúncios
Categorias:Jogos
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: