Início > Música, Pense Direito, Reflexões, Viagens > Desopilando – Opinião necessária sobre a porraaan do clipe da música(?) Oração

Desopilando – Opinião necessária sobre a porraaan do clipe da música(?) Oração

PQP CABEÇUDA!!! Só as mulheres gostaram dessa porcaria dessa música(?) com versos infantilódes e rimas debilóides, um vídeo com pessoas clichês fakes em pseudo-cults ambiente, atitude e caras-e-bocas.

Tocando instrumentos tati-bi-tati, com roupchitas retrô-tendência, em uma casa decorada no mesmo “ritmo”. Dancinhas que fariam Kibeloco lançar mais um post do Vergonha Alheia Records porque as pessoas sem noção são piores dançando que parentes desajeitados em festas filmados depois de muitas doses a mais e nenhuma coordenação motora!

Pior que uma meia dúzia de amigas já postaram esse [IMPUBLICÁVEL] desse vídeo no meu mural e ai de você pobre coitado macho falar que não gostou, que é uma porcaria e uma verdadeiro clichê ambulante fabricado. Será chamado de inculto, insensível e “otras cositas mas”… Pfff!!!

Mas o mais insuportável de tudo é que o raio da banda(?) se autointitula “A Banda Mais Bonita da Cidade”!?! AAAAAAHHHHHH!!!!!! Só faltou o símbolo, ao invés desses desenhos mal feitos que estão na moda agora, ser o gatinho do Shrek fazendo seus “olhinhos de neném fofucho”.

Como disse um conhecido: a porra tem apenas 8 versos que se repetem 44 vezes.

Trabalho bem feito instrumental-infantil COM CONTEÚDO quem fez alguns milhões de vezes melhor foi o Pato Fu no seu último álbum sem todo o clichê “dissoaí”! Milagre não ter – ou eu não vi, meu saco explodiu em mil pedaços e não coube no armário e nem na despensa e não, não quero fazer uma música(?) sobre isso – tolaçõezinhos-manuais-adolescentes – para coroar a estultice…

Finalzinho kumbaya-luau-vomitante foi como um tiro de escopeta de dois canos que explodiu meu cérebro – que havia acabado de fritar com tamanha pamonhice. Ah! Reparem na lisergia-orgásmica dos closes nas cantoras(?) quase no final , pois uma turma, um clipe e uma música tão cools, merecem o ápice de nossa alegria, né?  NOT!

Sobre isso, se quiser desopilar mais, leia o fantástico-desopilante-defenestrador post sobre outra banda mega-ultra-giga-hiper insuportável, com clipes e fãs idem: os Loser Manos. Acabei de reler e me deliciei novamente com toda a indigno-elucubração do autor. Um salve merecidíssimo pro gênio!

Inté.

PS: Sim! Eu sofri e quem for ler este post merece sofrer também! Vou ali dar uma suicidadazinha… =o/

  1. 26/05/2011 às 15:24

    Suicidio colectivo e voluntário à força. lool

    Já vi essa postagem em radialistas portugueses. Sim, homens.
    Soou-me a caldinho (nem bom, nem mau), mas não os sabia na berra.

    Parece nova tendência, esse grito do “salvem a criancinha que há em cada um de nós!”. Como a desculpa dos presentes que compramos para os putos, os quais apenas têm direito a desembrulhá-los… hehe

    Este Verão também estamos a ser LITERALMENTE entupidos pelo género!
    Valha-nos Gift! EXPLODE. Tenho dito!

    EXPLODE
    http://www.thegift.pt/index.php

    • 28/05/2011 às 10:33

      É a filosofia do tati-bi-tati. Daqui a pouco, será tendência usar fraldas… Valha-me, Deus, mesmo sendo ateu! KKK

  2. 01/06/2011 às 15:20

    Regresso às 45 rotações, em vinil: lado A e o lado B que ninguém quer saber! Sobretudo se tiver fralda nessa cantiguinha… Hehehe

    àmãe
    😛

  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: